Coliseu iluminado de vermelho para denunciar perseguição aos cristãos

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

O histórico Coliseu de Roma foi iluminado de vermelho nesse sábado (24) em solidariedade aos cristãos perseguidos, particularmente Asia Bibi, uma mulher condenada à morte pelas leis de blasfêmia do Paquistão.

Centenas de pessoas reuniram-se do lado de fora do anfiteatro romano, que é um símbolo do martírio dos primeiros cristãos, para ouvir o marido e a filha de Asia Bibi.

A mulher católica está no corredor da morte do Paquistão desde 2010, quando foi condenada por supostamente fazer comentários depreciativos sobre o Islamismo.

Grupos de direitos humanos, como a Anistia Internacional, dizem que a lei da blasfêmia no Paquistão está sendo cada vez mais explorada por extremistas islâmicos, bem como por paquistaneses comuns para conseguir vantagens pessoais.

O objetivo das leis de blasfêmia é esmagar pessoas com crenças diferentes“, disse o arcebispo Nunzio Galantino, secretário-geral da conferência dos bispos italianos.

A lei paquistanesa não define o que é blasfêmia e não há penalidades por acusações falsas.

Na reunião de Roma, o marido da mulher presa no Paquistão, Ashiq Masih, disse que sua esposa era inocente da acusação de blasfêmia: “Isto é apenas ódio contra os cristãos, que são considerados impuros“.

 

Com informações de: [ChristianPost]

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Newsletter

Receba as principais notícias do dia, assine nossa newsletter gratuita.