- PUBLICIDADE -

Colômbia classifica exercícios militares da Venezuela como ‘ameaça direta’

Colômbia classifica exercícios militares da Venezuela como 'ameaça direta'

- PUBLICIDADE -

Colômbia também acusa regime Maduro de favorecer a presença de grupos guerrilheiros na Venezuela.

O chanceler da Colômbia, Carlos Holmes Trujillo, disse, nesta quarta-feira (4), que os exercícios militares lançados pela Venezuela na fronteira entre os dois países são uma “ameaça direta” à estabilidade regional.

A afirmação é uma resposta à ordem do ditador venezuelano, Nicolás Maduro, de realizar exercícios militares para responder ao receio de um possível ataque de forças da Colômbia.

Segundo o jornal Estadão, Trujilo declarou:

“É uma grande ameaça que reflete as consistentes ações do governo (Maduro), que criam situações de crise. É uma ameaça que não tem a ver só com a Colômbia, mas com a estabilidade e tranquilidade da região.”

Trujillo ainda esclareceu que tal ameaça “é sentida há muito tempo” na Colômbia:

“É uma ameaça que provém do regime chavista e tem se prolongado durante o regime madurista.”

PUBLICIDADE

- PUBLICIDADE -

TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit

- PUBLICIDADE -

- PUBLICIDADE -

- PUBLICIDADE -