- PUBLICIDADE -

Colômbia defende mais sanções contra ditadura da Venezuela

Colômbia defende mais sanções contra ditadura da Venezuela
- PUBLICIDADE -

Colômbia proporá aos membros do Grupo de Lima que adotem mais medidas punitivas que contribuam para forçar a saída de Maduro.

A Colômbia quer a implementação de mais sanções para acabar com a ditadura de Nicolás Maduro, na Venezuela.

O chanceler colombiano, Carlos Holmes Trujillo, declarou, nesta quarta-feira (17), que defenderá tal posição na reunião do Grupo de Lima na próxima segunda-feira, em Buenos Aires, capital da Argentina.

“As ditaduras nunca caem de um dia para o outro. Caem depois que se criam as condições para que cheguem ao final”, disse Trujillo, segundo a agência AFP.

“Os anúncios de sanções feitos pela União Europeia (UE) nos parecem muito bem e observamos que as sanções impostas pelos Estados Unidos têm produzido um efeito positivo para criar estas condições”, acrescentou.

“O importante é que cada país avance o possível com sua legislação interna. Nem todos têm a mesma legislação e a mesma capacidade para adotá-la, nem conseguimos os mesmos efeitos. Aqui o fundamental é a mensagem política e a ação posterior”, avaliou Trujillo.

PUBLICIDADE
- PUBLICIDADE -

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -