Português  English  Español  Italiano  Français  Deutsch
Português  English  Español  Italiano  Français  Deutsch

Colômbia insiste que Cuba entregue guerrilheiros comunistas do ELN

Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia
Colômbia insiste que Cuba entregue guerrilheiros comunistas do ELN

Autoridades da Colômbia reforçam pedido para que a ditadura de Cuba entregue guerrilheiros comunistas do Exército da Libertação Nacional (ELN) escondidos na ilha após ataque terrorista que deixou mais de 20 mortos.

Cuba é a nação responsável por mediar as negociações de paz entre o governo da Colômbia e o ELN.

Em um artigo publicado nesta segunda-feira (21), o grupo guerrilheiro declarou ser responsável pelo atentado com um carro-bomba que deixou 21 mortos e mais de 68 feridos em Bogotá.

No sábado (19), o presidente Iván Duque enviou um forte recado aos terroristas e pediu a Cuba, onde vários líderes da organização estão localizados, que os prendesse, conforme noticiou a RENOVA.

Durante uma coletiva de imprensa nesta terça-feira (22), o chanceler colombiano reforçou o pedido do presidente Duque para que Cuba extradite dez líderes rebeldes que estão abrigados no país.

Carlos García declarou, segundo a “Jovem Pan“, que medidas serão tomadas contra os responsáveis pelo ataque:

“A Comissão Interamericana de Direitos Humanos afirma que o Estado tomará todas as medidas necessárias para investigar os fatos, julgar e punir os responsáveis por esses graves fatos que constituem o ataque mais grave registrado em 10 anos na cidade de Bogotá.”

Compartilhe

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no telegram
Compartilhar no reddit
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email