Português   English   Español

Colômbia investiga mortes de delator da Odebrecht e de seu filho

O procurador-geral da Colômbia anunciou na terça-feira (13) um inquérito criminal sobre as mortes de um delator e de seu filho que faziam parte de uma investigação de corrupção envolvendo a empreiteira brasileira Odebrecht.

Jorge Enrique Pizano, uma testemunha em um dos maiores casos de corrupção da América Latina, morreu na semana passada em sua casa na capital colombina de Bogotá.

A imprensa local reportou na época que ele havia morrido como decorrência de um ataque cardíaco, conforme noticiou a Renova Mídia.

Pizano, um auditor para uma concessão da rodovia Ruta del Sol II, na qual a Odebrecht era uma das associadas, estava ajudando os procuradores que investigavam alegações de que a empresa brasileira havia pago 30 milhões de dólares em propinas para garantir contratos de infraestrutura na Colômbia.

A Odebrecht está no centro do maior escândalo de corrupção da América Latina desde que reconheceu em um acordo de leniência em 2016 que pagou propinas a autoridades em pelo menos uma dúzia de países.

 

Adaptado da fonte Reuters

Deixe seu comentário...

Veja também...

Newsletter Renova!

Preencha o formulário para assinar nossa newsletter.

Nome Email
newsletter