Colômbia pede mais pressão da UE contra ditadura Maduro

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

"Acredito que cada vez mais pressão é necessária”, diz o presidente colombiano.

O presidente da Colômbia, Iván Duque, pediu à União Europeia “mais pressão” contra a ditadura de Nicolás Maduro, na Venezuela.

Em entrevista publicada, nesta quarta-feira (7), pelo jornal espanhol El Mundo, Duque disse que o regime chavista “é claramente a ditadura mais brutal que a América Latina já viu em sua história recente”.

Duque insistiu:

“Acredito que cada vez mais pressão é necessária e, também, mais articulação dessa pressão […] Bruxelas deve ajudar a democracia a vencer na Venezuela.”

O mandatário colombiano denunciou como “algo gravíssimo” a “conivência e proteção permanente que a ditadura venezuelana dá aos grupos terroristas e narcotraficantes em seu território”.

Duque disse ainda que “a destruição social, a ignomínia e tudo o que seja o aniquilamento do aparelho produtivo venezuelano detonaram a maior crise migratória do mundo hoje”.

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Newsletter

Receba as principais notícias do dia, assine nossa newsletter gratuita.