- PUBLICIDADE -

Colômbia só aceita conversar com ELN se reféns forem libertados

- PUBLICIDADE -

Guerrilheiros marxistas colombianos do ELN precisam libertar todos os 19 reféns que mantêm antes de o presidente Ivan Duque retomar conversas de paz.

O aviso foi dado nesta sexta-feira (31) por uma autoridade sênior do governo da Colômbia.

O Exército de Libertação Nacional estava em negociações com o governo do ex-presidente Juan Manuel Santos desde fevereiro de 2017.

A última rodada de conversas em Cuba entre o governo colombiano e o ELN terminou em 1º de agosto.

Iván Duque, que assumiu em 7 de agosto, disse que o grupo deve encerrar todas as suas atividades criminosas e violência para continuar negociações.

Miguel Ceballos, alto comissário do governo para a paz, disse em entrevista que “todos os sequestrados – não somente os nove sequestrados no mês passado – precisam ser libertados, e isto deve ser imediato”.

Ele afirmou que o prazo para libertá-los irá terminar em uma semana e que um refém está sendo mantido desde 2002.

 

Adaptado da fonte Reuters

PUBLICIDADE

- PUBLICIDADE -

TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit

- PUBLICIDADE -

- PUBLICIDADE -

- PUBLICIDADE -