Colombianos pedem punição contra abusadores de menina indígena

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

O caso ilustra o problema violência sexual contra mulheres e meninas indígenas.

Um grupo de sete soldados da Colômbia confessou “relações sexuais abusivas” com uma indígena, 12 anos, da etnia Embora, na última semana. 

O Procurador-Geral da Colômbia, Francisco Barbosa, informou que os militares já foram acusados formalmente e aguardam julgamento em um tribunal civil. 

Eles podem ser condenados a entre 16 e 30 anos de prisão.

Internautas da Colômbia foram às redes sociais, nesta quinta-feira (2), para exigir que os soldados sejam acusados e condenados, recebendo as penas máximas previstas. Muitos deles expressaram indignação com a possibilidade de a Justiça não acontecer. 

Líderes militares e o presidente colombiano, Iván Duque, condenaram o incidente, e os sete soldados e três de seus superiores foram demitidos. 

As informações são da agência Reuters.

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Newsletter

Receba as principais notícias do dia, assine nossa newsletter gratuita.