Português   English   Español

COLUNA: A péssima proposta da oposição contra a reforma da Previdência

Quando comecei a ver a oposição se movimentar, principalmente na pele do deputado federal Marcelo Freixo, que pede debate sobre a Reforma da Previdência mesmo sem querer debater porcaria nenhuma, comecei a questionar-me se a oposição faria todo esse barulho sem apresentar uma alternativa.

Finalmente, durante esta semana, deparei-me com a resposta na voz do psolista.

A reforma que eles defendem é a taxação das grandes fortunas, mas sempre que um político propõe algo — e os do PSOL são mestres em propor bizarrices econômicas — é bom olhar outras experiências.

A França, em 2012, realizou a sua taxação. Resultado? Empresários e jovens empreendedores saíram do país. Um tink thank francês chamado Concorde afirmou que a medida proporcionou a perda de 1 milhão de empregos no país. Além disso, um estudo da Tax Foundation mostrou que aumentar os impostos dos mais ricos reduz investimentos, empregos, salários e produção econômica do país.

Parece que a realidade não favorece ao discurso de Freixo e cia. Se estiverem a fim de taxar as empresas há mais um dado. Quando os Estados Unidos chegaram ao patamar de maior tributação de empresas entre os país mais ricos do mundo, diversas empresas saíram do país. Donald Trump fez o oposto e cortou. Além dos bilhões em investimentos, o que não falta para os norte-americanos é emprego. A Alemanha também tentou, mas os ricos levaram seu dinheiro para os países vizinhos. Alguns outros países ainda cobram, mas as alíquotas são baixas.

Além disso, há as soluções constantemente repetidas. Uma delas é a cobrança dos devedores. Primeiramente, os partidos de oposição deveriam fazer o pagamento para o discurso dos deputados condizerem com as práticas do partido. O PT deve mais de R$ 8 milhões e o PSOL quase R$ 100 mil.

Mas indo ao mérito da questão, em uma rápida análise dos dados você descobre que os maiores devedores da previdência são empresas falidas, em falência ou o próprio governo. Os dois primeiros são praticamente impossíveis de pagar e mesmo se pagassem, cobririam o déficit por apenas um período, depois ele voltaria e o problema também.

Enquanto a oposição, e seu Freixo, que está ai enchendo o saco contra a reforma, pedem taxação das fortunas, eles nada fazem para cortar seus privilégios, com altos gastos de gabinete, não abrem mão da super aposentadorias que a reforma quer acabar, desfrutam de um salário de R$ 33 mil custeado pela população e continuam com seus privilégios pagos por todos nós.

Querer taxar quem produz é fácil, eu quero é ver abrir mão de seus privilégios pagos pela população.

Eu falo que esse Freixo e esse povo do PSOL e cia só defendem coisas que destroem um país e tem gente que ainda não me leva a sério. E que sejamos livres desse cara na prefeitura do Rio de Janeiro.

Confira meu vídeo sobre a Reforma da Previdência:

Os pontos de vista expressos neste artigo são as opiniões do autor e não refletem necessariamente a posição da RENOVA Mídia.

Share on whatsapp
Share on telegram
Share on pinterest
Share on linkedin
Share on reddit
Share on vk

Deixe seu comentário...

A RENOVA Mídia não se responsabiliza pelo conteúdo, opiniões e comentários dos visitantes do site. NÃO publique ofensas, discordar não é ofender. Caso encontre algum material com ofensas, denuncie. Lembre-se que ao comentar em nosso portal você concorda com estes Termos de Uso.

Curta a RENOVA!