Português   English   Español

COLUNA: Direita brasileira precisa assumir protagonismo na América Latina

COLUNA: Direita brasileira precisa assumir protagonismo na América Latina

Podemos tirar vários lições das eleições primárias no nosso vizinho, mas uma que ainda não vi é sobre o protagonismo que precisamos exercer em nossa região.

A possível de derrota do presidente Mauricio Macri na Argentina acendeu alguns alertas no Brasil, principalmente aos conservadores e liberais.

O Brasil sempre foi um país importante na América. Tínhamos um grande protagonismo quando éramos um Império e fomos os principais parceiros dos britânicos em terras sul-americanas. Foi assim também durante a Segunda Guerra Mundial com o interesse dos Estados Unidos em nosso país.

Continuamos assim durante a Guerra Fria, contando com um interesse particular do bloco capitalista, já que acreditavam que se o Brasil se tornasse comunista, provavelmente nossos vizinhos seguiriam o mesmo caminho.

A esquerda latino-americana compreendeu isso quando fundou o Foro de São Paulo. A sustentação de ditaduras e governos autoritários vieram justamente dos governos petistas. Agora com o presidente da República, Jair Bolsonaro, lideramos um processo que poderá mudar os rumos da região por anos.

Se o Brasil quer possuir um protagonismo maior em terras sul-americanas, conservadores e liberais precisam ter noção disso e liderar um movimento não só político, mas cultural.

O objetivo seria a libertação — não só do nosso país, mas também de nossos vizinhos — das amarras do populismo, socialismo, pós-modernismo, etc.

Precisamos levar aos nossos vizinhos as ideias de Olavo de Carvalho, Mises, Hayek, Scruton e outros. Não adiantará darmos os primeiros passos para mudar a nossa cultura, educação e economia se estivermos rodeados de países onde o populismo impera.

Talvez percamos a Argentina nos próximos anos, mas não podemos fazer isso com Colômbia, Uruguai, Paraguai, Chile etc. Precisamos assumir o nosso papel de protagonistas, evoluir com nossos erros e mostrar que existe um caminho melhor longe de esquerdistas populistas.

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no vk

Os pontos de vista expressos neste artigo são as opiniões do autor e não refletem necessariamente a posição da RENOVA Mídia.