COLUNA: Dois livros para entender a Venezuela

Crises não acontecem de uma hora para outra. Apesar de seu processo, geralmente, ocorrer em um tempo menor em comparação a um tempo de construção de bonança, elas existem por causa de alguns anos de decisões ruins.


E foi assim com a Venezuela. A atual crise é fruto de um processo iniciado há alguns anos, mais especificamente durante os anos 2000 na presidência de Hugo Chavéz.

Caso você tenha curiosidade de entender o processo de derrocada provocado pelo socialismo no país sul-americano, deixo a recomendação de dois livros.

O primeiro é do jornalista irlandês Rory Carroll chamado ‘O Comandante’. Ele foi chamado para cobrir a política do país pelo jornal britânico The Guardian. Ele mostra, através de uma visão critica, como Chavéz chegou a liderança do país e implantou o seu Socialismo do Século XXI.

Siga a RENOVA no TWITTER e acompanhe todas as notícias em tempo real.

O jornalista mostra o lado autoritário e corrupto do ex-presidente, além de das suas ações tanto na plano político e econômico que levaram a Venezuela à derrocada. O autor peca apenas em afirmar que a crise venezuelana é culpa da queda do preço do barril no mercado mundial. Como mostrei eu meu canal, as coisas não são bem assim. Já havia falta de produtos quando o preço do barril estava alto.

O foco é a política interna. Como Chavéz tratava seus subordinados, aliados e inimigos, como também suas ações políticas. Decisões econômicas que empobreceram a Venezuela também aparecem e o início da vida política de Nicolás Maduro.

O segundo livro é do jornalista Leonardo Coutinho chamado “O Espectro”. Ele não é tão histórico como o de Rory Carrol, mas também aponta, de forma até mais profunda, as más decisões de Hugo Chuvéz, que culminaram na atual crise.

Coutinho mostra bastante como foi a política externa de Chavéz e as suas alianças com políticos de esquerda da América Latina e Oriente Médio. Além disso, ele também mostra as relações do governo venezuelano com o tráfico de e o terrorismo que são os verdadeiros alvos dos Estados Unidos sobre a situação do país.

Aliás, explico isso de forma rápida em um vídeo em meu canal. Confira:

A relação com o crise explica o motivo da violência no país. Caracas é considerada uma das cidades mais violentas do mundo e o perigo aumentou nos últimos anos muito por causa do poder dado às milícias locais.

Siga-me no Twitter @pedroadsr e podem adicionar no Facebook

Entenda a crise venezuelana:

Os pontos de vista expressos neste artigo são as opiniões do autor e não refletem necessariamente a posição da RENOVA Mídia.

Share on whatsapp
Share on telegram
Share on pinterest
Share on linkedin
Share on reddit
Share on vk

Deixe seu comentário...

A RENOVA Mídia não se responsabiliza pelo conteúdo, opiniões e comentários dos visitantes do site. NÃO publique ofensas, discordar não é ofender. Caso encontre algum material com ofensas, denuncie. Lembre-se que ao comentar em nosso portal você concorda com estes Termos de Uso.

Veja também...