Português   English   Español

COLUNA: Governo não cortou 30% de investimentos nas universidades

COLUNA: Governo não cortou 30% de investimentos nas universidades

A oposição deseja que a meta fiscal não seja cumprida para pedir a saída de Bolsonaro. Eles não estão pensando na Educação. Somente no poder.

O ministro da Educação, Abraham Weintraub, publicou em suas redes sociais um vídeo para explicar se houve ou não corte nos repasses destinados às universidades públicas. Ele afirmou que é mentira o corte de 30% nos gastos.

Do montante total, cerca de 88% dos gastos cobrem salários, funcionamento da instituição e auxílios aos alunos. O resto fica disponível para a universidade gastar como quiser. Desses 12% restantes, 3,5% que serão contingenciados (e não cortados) das universidades públicas. Inclusive, daí que vem a porcentagem dos 30%

Confira o vídeo com a explicação do ministro:

O contingenciamento não ocorreu somente na educação, mas em outras áreas também, como no caso do Ministério da Defesa, que sofreu uma redução de 44% no orçamento.

As medidas visam o cumprimento da meta fiscal. Sem elas, o governo pode cometer crime de responsabilidade fiscal, tornando o presidente da República, Jair Bolsonaro, vulnerável a um processo de impeachment.

O episódio reforça ainda mais a necessidade de aprovação da Reforma da Previdência. Um novo processo de impeachment no Brasil traria uma grande crise institucional e aprofundaria ainda mais os problemas na economia. 

A oposição sabe disso, porém, ela deseja que a meta fiscal não seja cumprida para pedir a saída de Bolsonaro. Eles não estão pensando na educação. Somente no poder. 

Entenda a reforma da previdência em meu canal e se inscreva:

Siga-me no Twitter: @pedroadsr e me adicione no Facebook

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no vk

Os pontos de vista expressos neste artigo são as opiniões do autor e não refletem necessariamente a posição da RENOVA Mídia.