Português   English   Español

COLUNA: O que a esquerda não diz sobre 1964


A história do Brasil, principalmente a ensinada na escola, possui um grande viés ideológico que em muitas, ou em todas as vezes, mantém os estudantes afastados dos fatos reais.

O viés marxista é dominante no sistema educacional brasileiro. Isto atrapalha o real entendimento do país, afasta o cidadão de conhecer seu passado e o envergonha em relação a construção histórica de seu país.

Isso ocorre principalmente em um dos eventos mais importantes na história brasileira: a tomada de poder pelas Forças Armadas em 1964.

Por causa de uma análise rasa e parcial do fato, é popular a ideia de que os militares tomaram o poder para impedir as reformas de base de João Goulart e perpetuar o domínios e os privilégios das elites brasileiras.

Nada mais falso. Um olhar mais atento mostra que os militares não eram os únicos desejosos de tomar o poder em 1964. Outros grupos com o mesmo objetivo, sejam eles comunistas ou os nacionalistas brasileiros alinhados aos países comunistas, tinham o mesmo objetivo.

O vídeo a seguir mostra qual era o clima político no Brasil no início dos anos 1960, além de informar, com novas fontes, quais grupos, ainda desconhecidos para muitos brasileiros, estavam desejosos de tomar o poder.

Os pontos de vista expressos neste artigo são as opiniões do autor e não refletem necessariamente a posição da RENOVA Mídia.

Share on whatsapp
Share on telegram
Share on pinterest
Share on linkedin
Share on reddit
Share on vk

Deixe seu comentário...

A RENOVA Mídia não se responsabiliza pelo conteúdo, opiniões e comentários dos visitantes do site. NÃO publique ofensas, discordar não é ofender. Caso encontre algum material com ofensas, denuncie. Lembre-se que ao comentar em nosso portal você concorda com estes Termos de Uso.

Veja também...