Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

Comandante do Exército conversou com Gilmar Mendes

Comandante do Exercito conversou com Gilmar Mendes
Imagens: STF | Marcos Corrêa/PR
COMPARTILHE

Comandante demonstrou insatisfação com decisões recentes do STF. Mendes tentou explicar os motivos da Corte.

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Gilmar Mendes, teve uma reunião recentemente com o comandante do Exército Brasileiro, general Edson Pujol.

O magistrado, porém, acabou ouvindo o que não queria.

De acordo com interlocutores ouvidos pela jornalista Laryssa Borges, da revista Veja, Pujol deu a entender a Gilmar que o Poder Judiciário tem extrapolado em suas funções.

A decisão do ministro Alexandre de Moraes, que vetou o nome do delegado Alexandre Ramagem para a diretoria-geral da Polícia Federal (PF), não foi vista com bons olhos por Pujol.

O general Augusto Heleno, ministro-chefe do Gabinete de Segurança Institucional (GSI), também já havia demonstrado publicamente a sua insatisfação com a decisão.

Ainda segundo a jornalista da Veja, a ordem judicial que mais impressionou os militares foi a decisão do STF que impediu o presidente da República, Jair Bolsonaro, de decidir sobre políticas de isolamento relacionadas à pandemia do coronavírus.

Mendes tentou explicar a Pujol cada uma das decisões da Corte e procurou desfazer a interpretação de que o Judiciário seja um opositor do Palácio do Planalto, de acordo com os interlocutores.

Procurado pela jornalista, Gilmar Mendes não quis comentar sobre a reunião. O comandante do Exército também não respondeu ao pedido de entrevista.

Referências: [1]

PUBLICIDADE

TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

Comentários_

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião da RenovaMídia.

Ao comentar você concorda com nossos termos de uso e política de privacidade.

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE