O “combo de ministérios” de Bolsonaro: 10 pastas se tornam 4

Idiomas:

Português   English   Español
O “combo de ministérios” de Bolsonaro: 10 pastas se tornam 4
TARCISO MORAIS
TARCISO MORAIS
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia.

Uma das primeiras medidas de Jair Bolsonaro (PSL), se eleito, será fundir alguns ministérios.


Esta é uma de suas prioridades e que tem sido repetida pelo candidato do PSL desde a pré-campanha. Faz parte de seu discurso de moralizar a “coisa pública” e enxugar a máquina.

A ideia é reduzir dos atuais 23 ministérios para 15. O número de pastas, como são também chamados, já foi maior, mas algumas delas perderam status de ministérios e viraram secretarias. O país já teve 39 ministérios.

Do ponto de vista econômico, a medida é controversa. Ao longo dos anos especialistas diagnosticaram se tratar mais de uma medida “perfumaria”, de exemplo midiático e simbólico de moralização, do que propriamente uma economia significativa para os cofres públicos.

Na Esplanada, em Brasília, há ministérios criados desde Dom Pedro I a Michel Temer. Nos planos de Jair Bolsonaro, se não mudar de ideia, dez ministérios serão fundidos em quatro pastas.

 

Adaptado da fonte Gazeta do Povo

Newsletter RENOVA

Receba gratuitamente as principais notícias do Brasil e do Mundo por email.

Curta e compartilhe...

Share on whatsapp
Share on telegram
Share on pinterest
Share on linkedin
Share on reddit
Share on vk

Deixe seu comentário...

Veja também...