Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

Comissão da Câmara aprova texto que restringe foro privilegiado de políticos

Comissão da Câmara aprova texto que restringe foro privilegiado de políticos
COMPARTILHE

A comissão especial da Câmara dos Deputados aprovou a proposta de emenda constitucional que reduz o foro privilegiado para autoridades.

O chamado foro privilegiado é o direito que a autoridade tem de ser julgada pelas instâncias superiores, seja o Supremo Tribunal Federal (STF) ou o Superior Tribunal de Justiça (STJ).

A proposta, apresentada pelo senador Alvaro Dias (Podemos-PR), candidato à Presidência da República derrotado em primeiro turno, determina que autoridades hoje com foro privilegiado passarão a ser processadas e julgadas em primeira instância, caso cometam crimes comuns. Além disso, poderão ser presas após condenações em segunda instância.

Cerca de 33,3 mil autoridades possuem prerrogativa de foro no país, segundo o jornal “Metrópoles“.

Relator da PEC que põe fim ao foro privilegiado, o deputado Efraim Filho (DEM-PB) disse a “O Antagonista” que a aprovação da proposta na comissão especial da Câmara foi o primeiro passo no combate à impunidade.

Efraim declarou:

Infelizmente o foro privilegiado era instrumento arcaico, obsoleto, presente em nossa Constituição federal. E nós conseguimos avançar e evoluir, para que ele não signifique uma blindagem aos atos ilícitos cometidos pelas autoridades dos três poderes.

E acrescentou:

Se o desafio que a nação brasileira nos deu nas urnas foi combater a corrupção, combater a impunidade é o primeiro passo.

PUBLICIDADE

TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

Comentários_

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião da RenovaMídia.

Ao comentar você concorda com nossos termos de uso e política de privacidade.

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE