Português  English  Español  Italiano  Français  Deutsch
Português  English  Español  Italiano  Français  Deutsch

Computadores do governo sofrem mais de um ataque por hora

Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia
Computadores do governo sofrem mais de um ataque por hora

O alerta sobre a fragilidade da segurança e da defesa cibernética no Brasil foi ativado após o caso envolvendo Moro.

Dados do governo federal informam que o Gabinete de Segurança Institucional (GSI) da Presidência detectou 20,5 mil notificações de incidentes computacionais em órgãos do governo no ano de 2018.

Deste total, quase 10 mil foram confirmados, o que dá uma média de mais de um por hora. Desde 2014, o número não fica abaixo de 9 mil, informa O Globo.

Políticos e servidores públicos que lidam com informações críticas e sigilosas são o elo mais fraco e vulnerável para possíveis ataques, inclusive de países estrangeiros, capazes de afetar a segurança nacional.

No levantamento do GSI, o caso mais comum é a adulteração de sites públicos por hackers, com destaque para a desfiguração de portais. 26% dos ataques estão incluídos nesta categoria.

O segundo tipo de crime mais frequente são vazamentos de dados, com 20%. Fraudes são 16% e a indisponibilidade de sites, 14%.

Ainda segundo informações do último estudo do GSI, entre os estados com o maior número de notificações de ataques a órgãos da administração federal estão São Paulo, Goiás, Minas Gerais e Ceará — o Rio aparece em 17º lugar.

Compartilhe

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no telegram
Compartilhar no reddit
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email