Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
- PUBLICIDADE -

Comunistas da Rússia ignoram quarentena para homenagear Lenin

Tarciso Morais

Tarciso Morais

Comunistas da Rússia ignoram quarentena para homenagear Lenin
COMPARTILHE

Apesar da determinação de isolamento, o governo Putin permitiu a realização de ato comunista.

Um grupo de comunistas da Rússia desafiou as medidas restritivas, nesta quarta-feira (22), ao marchar pela Praça Vermelha, em Moscou, para colocar flores no túmulo do genocida Vladimir Lenin.

O dia de ontem marcou os 150 anos desde o nascimento do líder bolchevique.

Lideradas por Gennady Zyuganov, chefe do Partido Comunista da Rússia, as pessoas marcharam até o mausoléu de granito onde está o corpo embalsamado de Lenin para prestar homenagem.

O ritual, que é realizado anualmente em 22 de abril, aconteceu mesmo com a capital russa vivendo a quarta semana de um bloqueio destinado a retardar a proliferação da pandemia do novo coronavírus.

Um policial que fazia a segurança da Praça Vermelha disse à agência Reuters que os comunistas receberam permissão especial do governo Vladimir Putin para organizar o evento.

A polícia de Moscou e o gabinete do prefeito não responderam imediatamente aos pedidos de comentários da agência de notícias.

- PUBLICIDADE -
Error: Embedded data could not be displayed.
TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no telegram
Compartilhar no reddit
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
VEJA TAMBÉM
Error: Embedded data could not be displayed.