Conceito de liberdade está ausente no ‘Great Reset’, diz Araújo

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

“Não sou um grande fã do conceito do Great Reset”, diz o chanceler brasileiro.

O ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, afirmou que a principal “questão mundial” é um conflito entre princípios: a “liberdade da fala e o tecno-totalitarismo censurador”. 

Durante participação no Fórum de Davos, na última sexta-feira (29), Araújo discursou em painel intitulado “Redefinindo a Geopolítica”. 

O chanceler do Brasil disse que a ideia de uma “aliança das democracias” parece boa, mas não deve ser contra alguém, e sim a favor das liberdades fundamentais.  

Araújo ainda lamentou que o conceito de liberdade esteja ausente do “Great Reset”, iniciativa advogada pelo Fórum Econômico Mundial

“Não sou um grande fã do conceito do Great Reset. E por que isto? Não temos nada contra o que está inserido nele, que é desenvolvimento sustentável, igualdade e tudo mais. Mas a questão é o que não está lá, e isso é basicamente o conceito de liberdade e democracia.”  

O chefe do Itamaraty completou: 

“Então esse é o quadro-chave, eu acho, em que vemos o mundo hoje, queremos eficiência econômica, desenvolvimento sustentável, dentro de uma moldura de liberdade e democracia, e temos que trabalhar em todo o mundo para esse objetivo.” 

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Newsletter

Receba as principais notícias do dia, assine nossa newsletter gratuita.