Português  English  Español  Italiano  Français  Deutsch
Português  English  Español  Italiano  Français  Deutsch

Concreto milenar da Roma Antiga é melhor que o atual

Concreto milenar da Roma Antiga é melhor que o atual

“Os romanos criaram um concreto parecido com uma rocha que prospera em troca química aberta com água do mar”, explica geóloga.

A longevidade das construções da Roma Antiga é inegavelmente um mistério fascinante. 

Agora, um grupo de pesquisadores liderado pela geóloga Marie Jackson, da Universidade de Utah, nos Estados Unidos, está perto de descobrir a receita incrível por trás desse fenômeno.

Ao mapear a estrutura cristalina de amostras de concreto romano coletado ao longo da costa da Itália, eles descobriram que esse material antigo se solidifica ao longo do tempo.

O Panteão é sem dúvida a maravilha arquitetônica mais bem preservada da Roma Antiga.

O concreto moderno geralmente é uma combinação de cimento, areia de sílica, pedra calcária, argila, giz e outros ingredientes fundidos. Pedaços de rocha e pedra são agregados a esta pasta.

Mas o concreto romano não funciona assim. Ele foi criado com cinzas vulcânicas, cal e água do mar, aproveitando uma reação química.

Na mistura romana era adicionado mais rocha vulcânica como agregado, o que continuava a reagir com o material, fazendo disso, um cimento muito mais durável.

“Os romanos criaram um concreto parecido com uma rocha que prospera em troca química aberta com água do mar”, explica Marie Jackson, segundo o site EngenhariaE.

Compartilhe

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no telegram
Compartilhar no reddit
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email

Comentários

A RENOVA Mídia não se responsabiliza pelo conteúdo, opiniões e comentários dos visitantes do site. NÃO publique ofensas, discordar não é ofender. Caso encontre algum material com ofensas, denuncie. Lembre-se que ao comentar em nosso portal você concorda com estes Termos de Uso.

Outras Notícias