Congresso da Venezuela declara criptomoeda “petro” ilegal

Idiomas:

Português   English   Español
Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia.

O congresso da Venezuela, liderado pela oposição, declarou ilegal a criptomoeda ‘petro’ lançada pelo ditador socialista Nicolás Maduro nessa terça-feira (09/01), chamando a moeda virtual de um esforço para hipotecar ilegalmente as reservas de petróleo do país.


“Isto não é uma criptomoeda, é uma venda futura de petróleo venezuelano”, afirmou o parlamentar Jorge Millan. “Isto é feito sob medida para corrupção.”

Parlamentares alertaram investidores de que a “petro” seria visto como nula e sem valor caso Maduro saia do poder. Eles completaram ainda que a emissão de petros viola exigências constitucionais que o legislativo tem para que aprove empréstimos.

Maduro disse na sexta-feira que seu governo emitiria perto de seis bilhões de petros como uma forma de aumentar o valor da moeda local e escapar das sanções financeiras impostas por Washington.

Siga a RENOVA no TWITTER e acompanhe todas as notícias em tempo real.

Maduro tem ignorado rotineiramente o legislativo desde que seu partido perdeu o controle do congresso em 2016, e a Suprema Corte, que apoia o governo, tem derrubado quase todas as medidas aprovadas desde então.

Com informações de: (1)

Newsletter RENOVA

Receba gratuitamente as principais notícias do Brasil e do Mundo por email.

Curta e compartilhe...

Share on whatsapp
Share on telegram
Share on pinterest
Share on linkedin
Share on reddit
Share on vk

Deixe seu comentário...

A RENOVA Mídia não se responsabiliza pelo conteúdo, opiniões e comentários dos visitantes do site. NÃO publique ofensas, discordar não é ofender. Caso encontre algum material com ofensas, denuncie. Lembre-se que ao comentar em nosso portal você concorda com estes Termos de Uso.

Veja também...