Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

Cônsul-geral diz que Índia priorizou Brasil no fornecimento de vacinas

Cônsul-geral diz que Índia priorizou Brasil no fornecimento de vacinas
COMPARTILHE

O país asiático é o maior produtor de vacinas do planeta.

Amit Kumar Mishra, cônsul-geral da Índia em São Paulo, afirmou que o governo do premiê Narendra Modi priorizou o Brasil para o fornecimento de vacinas contra o coronavírus

O representante indiano disse que o Brasil foi atendido logo após a Índia ter distribuído doses de maneira assistencial a 9 nações vizinhas, com o objetivo de proteger as próprias fronteiras. 

Os indianos enviaram ao território brasileiro o primeiro lote de 2 milhões de doses do imunizante contra a covid-19 produzidos pelo Instituto Serum, o maior fabricante de vacinas do mundo. 

Outros lotes estão em negociação e devem chegar ainda em fevereiro, mas o cônsul-geral afirmou não ter dados da quantidade em negociação. 

Apesar da declaração do cônsul, a Índia frustrou os planos do Brasil ao não ter liberado as doses com antecedência, visto que a expectativa do governo Jair Bolsonaro era receber a vacina desenvolvida pela AstraZeneca/Oxford no dia 17 de janeiro.  

Na ocasião, o país asiático alegou “problemas logísticos” para liberar as doses, pois a vacinação na Índia começou em 15 de janeiro.

PUBLICIDADE

TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

Comentários_

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião da RenovaMídia.

Ao comentar você concorda com nossos termos de uso e política de privacidade.

Assinar
Notificar quando
guest
3 Comentários
Feedbacks em linha
Ver todos os comentários
Olavo Abreu
Olavo Abreu
1 mês atrás

A Índia é um importante aliado do Brasil!

Pedro
Pedro
1 mês atrás

Gostaria muito de vê e ouvir o BONNER DANDO ESTA NOTÍCIA. Será que o fará???

Almanakut Brasil
Almanakut Brasil
1 mês atrás

Venezuela: o desastre sanitário que se esconde por trás dos “gotas milagrosas” – 26/01/2021

E em meio à polêmica depois que se soube que o regime bolivariano não está utilizando os 300 mil testes de PCR enviados pela Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS) , junto com 24 novos equipamentos, após recursos do governo interino de Juan Guaidó .

https://www.lanacion.com.ar/el-mundo/las-gotas-milagrosas-maduro-411-medicos-muertos-nid2582046