Português   English   Español

Contas do MBL no FB não foram excluídas por propagar notícias falsas

facebook-cens

O esquerdista Leonardo Sakamoto afirma em artigo publicado em seu blog na quarta-feira (25) que a remoção de contas ligadas ao Movimento Brasil Livre (MBL) pelo Facebook não ocorreu por causa da distribuição de notícias falsas.

O blogueiro apoiado pelo Facebook para desenvolver um curso online sobre fake news, Leonardo Sakamoto, publicou a matéria em seu perfil oficial do Twitter.

Citando uma “investigação da empresa, que envolveu profissionais dos Estados Unidos, Holanda, Índia, México e Brasil, entre outros países”, à qual ele teria tido acesso, Sakamoto diz que o problema teria sido a forma de divulgação do conteúdo produzido pelo MBL, seja lá o que isso significa.

Segundo informações do BR18, o blogueiro esquerdista afirmou:

Havia um sistema elaborado voltado à manipulação do debate público. Uma operação capaz de colocar uma informação no centro da pauta de forma velada e pouco transparente, o contrário do que se pressupõe em uma democracia.

Em nota intitulada ‘Garantindo um ambiente autêntico e seguro’, a rede social alegou que a exclusão foi motivada por uma investigação que revelou violações das políticas de autenticidade.

“Essas páginas e perfis faziam parte de uma rede coordenada que se ocultava com o uso de contas falsas no Facebook, e escondia das pessoas a natureza e a origem de seu conteúdo com o propósito de gerar divisão e espalhar desinformação”, diz o texto publicado pelo Estadão.

Deixe seu comentário

Veja também...