Contrabandistas estão usando crianças para entrar nos EUA

A política de tolerância zero introduzida recentemente pelo procurador-geral Jeff Sessions promete processar todos os adultos que entrarem ilegalmente no país.

Contrabandistas no sul da fronteira têm explorado brechas na segurança durante décadas.

Uma tendência preocupante mostra que crianças estão sendo usadas ilegalmente para atravessar a fronteira com adultos que, em seguida, pedem asilo como uma unidade familiar e esperam para ser liberados para entrar nos Estados Unidos mais rapidamente.

O vice-diretor de Imigração e Controle Aduaneiro (ICE, na sigla em inglês) Tom Homan, declarou:

Temos informações de que quadrilhas de contrabandistas estão se utilizando de crianças e adultos solteiros para reivindicar serem uma unidade familiar e assim não serem detidos.

Ele acrescentou:

Temos visto situações em que a mesma criança cruzou a fronteira várias vezes em um período de tempo com pessoas diferentes que afirmam ser os pais. Então, obviamente, houve tráfico.

Em 2017, o Departamento de Segurança Interna dos Estados Unidos, conhecido como Homeland Security, descobriu 46 casos de crianças que cruzaram ilegalmente a fronteira acompanhadas de adultos.

Nos primeiros cinco meses de 2018, foram relatados 191 casos.

 

Com informações de Epoch Times
Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia