Contraceptivo masculino usa ímãs nos testículos

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Uma equipe de pesquisadores da China está estudando esta nova técnica.

Um novo método contraceptivo masculino consiste em injetar nanomateriais magnéticos e pequenos ímãs externos nos testículos.

Após ser injetado, esse material magnético é aquecido, parando temporariamente a produção de esperma.

A equipe de pesquisadores da Universidade de Nantong, na China, está estudando esta nova técnica.

Uma pesquisa sobre o tópico foi divulgada dias atrás na revista ACS Nano Letters.

Por mais que pareça um tratamento repulsivo e doloroso, essa abordagem de contracepção masculina é bem menos desagradável e invasiva do que outras tentativas semelhantes. 

Os resultados iniciais dos testes em animais apontam que o tratamento foi desenvolvido para ser temporário e ter efeitos de mais ou menos dois meses, para isso, usa nanomateriais biodegradáveis que desaparecem com o tempo.

É importante ressaltar que tal tecnologia está longe de representar o “fim da camisinha”, como alguns veículos de informação internacionais estão sugerindo. Afinal, o preservativo é de extrema importância para a proteção contra doenças sexualmente transmissíveis.

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Newsletter

Receba as principais notícias do dia, assine nossa newsletter gratuita.