Português  English  Español  Italiano  Français  Deutsch
Português  English  Español  Italiano  Français  Deutsch

Coreia do Norte gerou US$ 2 bilhões com ciberataques

Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia
Coreia do Norte gerou US$ 2 bilhões com ciberataques

Além de ciberataques, Kim Jong Un também teria usado o ciberespaço para lavar dinheiro do crime.

A ditadura da Coreia do Norte gerou cerca de US$ 2 bilhões para seus programas de armas de destruição em massa através do disparo de ciberataques.

Um relatório confidencial da ONU apontou que os ataques digitais norte-coreanos são “altamente sofisticados”, visando o roubo de bancos e transações com criptomoedas, segundo informações da agência Reuters.

O relatório foi feito por especialistas independentes nos últimos seis meses para o comitê de sanções à Coreia do Norte do Conselho de Segurança da ONU.

De acordo com o texto, Pyongyang “continuou a expandir seus programas nucleares e de mísseis embora não tenha conduzido um teste nuclear ou lançamento de míssil balístico intercontinental”.

Os especialistas dizem que a ditadura de Kim Jong Un “usou o ciberespaço para lançar ataques cada vez mais sofisticados para roubar fundos de instituições financeiras e transações com criptomoedas para gerar receitas”.

Compartilhe

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no telegram
Compartilhar no reddit
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email