- PUBLICIDADE -

Coreia do Sul acusa ex-assessor de Trump de propagar distorções em livro

Coreia do Sul acusa ex-assessor de Trump de propagar distorções em livro
- PUBLICIDADE -

Defensor de longa data de uma ofensiva militar contra a Coreia do Norte, Bolton criticou a estratégia diplomática de Trump.

O escritório presidencial da Coreia do Sul afirmou, nesta segunda-feira (22), que John Bolton pintou uma imagem distorcida da estratégia diplomática aplicada em encontros com Kim Jong-un, ditador da Coreia do Norte.

Dessa forma, Seul junta-se ao governo Donald Trump nas críticas ao livro de supostas memórias do ex-assessor de segurança nacional dos Estados Unidos.

“Não mostra fatos precisos”, disse Chung Eui-yong, diretor de segurança nacional, em um comunicado pelo gabinete do presidente Moon Jae-in

Chung estava se referindo ao que Bolton escreveu sobre as discussões sobre desarmamento nuclear entre os EUA, a Coreia do Sul e a Coreia do Norte. 

“Uma parte considerável está distorcida”, acrescentou Chung, que foi um participante importante nas negociações que antecederam a reunião sem precedentes entre o presidente dos EUA, Donald Trump, e Kim Jong-un, em junho de 2018. 

Em seu controverso livro, Bolton disse que o desejo de Trump de colocar seus interesses pessoais à frente do país se estendeu às negociações com líderes mundiais, incluindo Kim.

Referências: [1]
PUBLICIDADE
- PUBLICIDADE -

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -