Português   English   Español

Coreia do Norte contorna sanções usando criptomoedas

Empresa de cibersegurança descobriu software que permite mineração e envio de criptomoeda para servidor de uma universidade norte-coreana.

Informações recentes exibem mais um sinal de que a Coreia do Norte está buscando novos modos para conseguir obter dinheiro e estimular sua economia.

Uma empresa de cibersegurança disse ter descoberto um software que instala códigos para gerar criptomoedas e enviar as moedas geradas para um servidor numa universidade norte-coreana.

O software, que foi criado em 24 de dezembro, usa os computadores em que está instalada para gerar uma moeda digital chamada Monero. A empresa de cibersegurança AlienVault, que examinou a aplicação, diz que as moedas são enviadas para a Universidade Kim Il Sung em Pyongyang.

“As criptomoedas podem ser um salva-vidas para um país atingido por sanções econômicas, e por isso as universidades de Pyongyang têm mostrado um grande interesse nelas”, disse a empresa californiana.

O servidor que está ligado fica na Universidade Kim Il-sung, onde há estudantes e professores estrangeiros. A Alien Vault sublinha que o fato do software remeter para este servidor pode ser um truque, ou uma piada, destinada a despistar quem investigue esta criptomoeda.

 

Com informações de: (1)

Deixe seu comentário...

Veja também...

Newsletter Renova!

Preencha o formulário para assinar nossa newsletter.

Nome Email
newsletter