- PUBLICIDADE -

Coronavírus já afastou 500 mil trabalhadores do varejo dos EUA

Coronavírus já afastou 500 mil trabalhadores do varejo dos EUA

- PUBLICIDADE -

Gigantes varejistas anunciaram afastamentos de milhares de funcionários. Pandemia está gerando intensa crise financeira no país.

Medidas restritivas, comércios fechados e distanciamento social: estas três medidas estão sendo aplicadas pelos Estados Unidos para conter a pandemia do novo coronavírus.

A combinação desses três fatores levaram o varejo norte-americano a demitir ou afastar mais de 500 mil trabalhadores.

Segundo o site Poder360, entre as gigantes do varejo que optaram por uma estratégia de demissões em meio à pandemia estão:

  • Simon Property Group – maior rede de shoppings dos EUA afastou 30% da sua força de trabalho;
  • Neiman Marcus – varejista de luxo afastou a maioria dos seus 14 mil funcionários;
  • Macy’s – rede de lojas de departamento afastou a maioria dos seus 130 mil trabalhadores;
  • Kohl’s – rede de lojas de roupas afastou 85 mil dos seus 122 mil empregados;
  • Gap – a maior varejista de roupas dos EUA interrompeu o pagamento de 80 mil trabalhadores no país e no Canadá;
  • Ascena – o grupo, dono de lojas de roupas femininas, afastou todos os 53 mil funcionários e metade da equipe corporativa.

PUBLICIDADE

- PUBLICIDADE -

TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit

- PUBLICIDADE -

- PUBLICIDADE -

- PUBLICIDADE -