- PUBLICIDADE -

Corpo de Jeffrey Epstein tinha sinais de homicídio, diz legista

Corpo de Jeffrey Epstein tinha sinais de homicídio, diz legista

- PUBLICIDADE -

Epstein, 66 anos, era um financista bilionário acusado de tráfico sexual de menores de idade.

Um patologista forense afirmou, nesta quarta-feira (30), que a autópsia realizada no corpo do empresário Jeffrey Epstein sugere que ele não se suicidou, mas sim que foi assassinado.

A conclusão do médico Michael Baden contradiz a conclusão oficial divulgada no mês de agosto após o corpo de Epstein ser encontrado sem vida no Centro Correcional Metropolitano de alta Segurança de Nova York

Contratado pelo irmão de Epstein, o doutor Baden considerou que as lesões eram mais indicativas de estrangulamento homicida.

“As evidências apontam para homicídio e não suicídio”, disse Baden à emissora Fox News.

O médico legista apontou que as múltiplas fraturas encontradas no pescoço de Epstein, especificamente no osso hioide e na cartilagem da tireoide, “são muito incomuns para um caso de suicídio”.

Epstein foi encontrado morto no em 10 de agosto. Ele aguardava julgamento por acusações de tráfico sexual de jovens de até 14 anos.

PUBLICIDADE

- PUBLICIDADE -

TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit

- PUBLICIDADE -

- PUBLICIDADE -

- PUBLICIDADE -