PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

Corpos no Ganges: cheia do rio expõe mortos na pandemia

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

“Não estamos exumando nenhum corpo”, diz autoridade indiana.

PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

A cheia sazonal do Rio Ganges está expondo centenas de corpos que foram sepultados em covas rasas em meio à pandemia de coronavírus na Índia.

Neeraj Kumar Singh, funcionário do governo da cidade de Allahabad, localizada no norte do país, afirmou que quase 150 cadáveres precisaram ser incinerados nas últimas três semanas.

Em conversa com a agência France-Presse, Kumar Singh declarou:

“Não estamos exumando nenhum corpo, apenas aqueles que estão flutuando devido ao aumento do nível da água estão sendo cremados.”

E acrescentou:

“A área tem um quilômetro e suspeitamos que há entre 500 e 600 corpos enterrados. Adotamos todas as precauções para tratar os corpos, enquanto acontecem os rituais finais.”

As autoridades acreditam que a maioria dos corpos revelados morreu de coronavírus entre os meses de abril e maio, quando o país asiático foi afetado por um aumento drástico das infecções por Covid-19.
Como noticiou a Renova, algumas famílias não tinham como pagar por lenha para as cremações hindus tradicionais, então os corpos foram levados para o Ganges ou enterrados em bancos de areia adjacentes ao rio.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!
PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

Encontrou um erro?

Para comunicar um erro de português, de informação ou técnico, preencha o formulário abaixo.