PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

Corregedoria isenta PMs envolvidos no caso Paraisópolis

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email
PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

Corregedoria considerou operação lícita e pediu o arquivamento do caso. Testemunhas contestam versão.

Além de pedir o arquivamento do caso, a corregedoria da Polícia Militar de São Paulo isentou os 31 policiais que participaram de uma ação que resultou na morte de 9 pessoas em um baile funk na favela de Paraisópolis.

O caso aconteceu na zona sul de São Paulo, em dezembro do ano passado, e recebeu uma intensa atenção dos veículos de imprensa.

O documento da conclusão do inquérito, que foi divulgado nesta sexta-feira (7), afirma que o grupo não praticou nenhuma infração militar.

No texto, o capitão Rafael Oliveira Cazella considerou a ação policial lícita e alegou que os policiais agiram em legítima defesa.

O subcomandante da PM de São Paulo, coronel Fernando Alencar Medeiros, referendou as conclusões do inquérito.

O texto agora será enviado ao Ministério Público, que decidirá sobre a necessidade de novas diligências e determinará o arquivamento ou apresentará uma denúncia, informa o site Poder360.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!
PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

Encontrou um erro?

Para comunicar um erro de português, de informação ou técnico, preencha o formulário abaixo.