Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

‘Covardia’, diz Maia sobre demissões no BNDES

Covardia diz Maia sobre demissões no BNDES
COMPARTILHE

Presidente da Câmara segue lamentando a demissão de Levy da presidência do BNDES.

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia, chamou de covardia as demissões do presidente do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), Joaquim Levy, e do diretor de mercado de capitais do banco, Marcos Barbosa Pinto.

Em evento realizado pela Band News, em São Paulo, no domingo (16), Maia declarou:

“Uma pena o Brasil ter perdido dois quadros da qualidade deles, e da forma como foram retirados. É de uma covardia sem precedentes.”

Em entrevista ao Jornal da Manhã, da rádio Jovem Pan, nesta segunda-feira (17), o deputado do DEM acrescentou:

“A minha crítica foi a forma como o ministro [Paulo Guedes] entregou a cabeça de um aliado seu, de um nomeado seu.”

Questionado sobre as críticas do ministro da Economia as alterações impostas ao projeto de reforma da Previdência, Maia afirmou que “apesar de sua grande admiração por Guedes”, ele “não consegue acreditar” no que o ministro disse na última sexta-feira (14).

O presidente da Câmara acrescentou:

“Quero saber qual Paulo Guedes prevalece. O durão com o relatório da Câmara ou o flexível, com o presidente Jair Bolsonaro, que encaminhou um projeto mais leve aos militares.”

PUBLICIDADE

TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

Comentários_

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião da RenovaMídia.

Ao comentar você concorda com nossos termos de uso e política de privacidade.

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE