- PUBLICIDADE -

CPI da Fake News ouve donos da empresa Yacows

CPI da Fake News ouve donos da empresa Yacows
Imagem: Pedro Ladeira/Folhapress
- PUBLICIDADE -

Os donos da empresa Yacows são acusados de fazer impulsionamento de mensagens ilegal nas eleições de 2018.

A empresa Yacows ganhou o noticiário após ser acusada em reportagem do jornal Folha de S.Paulo de estar entre as empresas que impulsionaram conteúdos contra o Partidos dos Trabalhadores (PT) durante as eleições de 2018.

Nesta quarta-feira (19), após requerimento do deputado Rui Falcão (PT-SP), a Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) das Fake News deve ouvir os proprietários da empresa de marketing digital, Flavia Alves e Lindolfo Antonio Alves Neto.

Os dois são ex-chefes de Hans River do Rio Nascimento, que na semana passada, na mesma comissão, denunciou métodos obscuros utilizados contra a repórter da Folha, Patrícia Campos Mello.

Em sua argumentação para convocar os donos da empresa de marketing, segundo o portal R7, Falcão afirmou:

“A Yacows é suspeita de utilizar dados fraudulentos, como nomes e CPFs sem autorização, para registrar em aplicativos de mensagens e possibilitar o disparo em massa de informações falsas em benefício de determinado candidato político.”

PUBLICIDADE
- PUBLICIDADE -

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -