- PUBLICIDADE -

CPI da Interceptação Clandestina precisa de 171 assinaturas

CPI da Interceptação Clandestina precisa de 171 assinaturas na Câmara
- PUBLICIDADE -

“Faremos uma força tarefa para coletar as 171 assinaturas ainda hoje. Hackeamento de autoridades é crime”, disse um dos autores da CPI.

Os deputados federais do PSL, Carlos Jordy (RJ) e Filipe Barros (PR), articulam a criação de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para apurar a “interceptação clandestina” e o “vazamento de informações” de conversas dos procuradores da Lava Jato e do então juiz federal Sergio Moro.

O site The Intercept divulgou na noite de domingo (9) supostos diálogos de membros do Ministério Público Federal (MPF) com o ministro da Justiça obtidos de forma ilegal. A Polícia Federal (PF) investiga a ação de cibercriminosos desde o mês de maio.

“Caberá à CPI investigar as atividades dos responsáveis pela criminosa interceptação e divulgação de conversas ocorridas entre procuradores da república, juízes federais e o atual Ministro Sérgio Moro”, diz um trecho do requerimento, que precisará ainda de 171 assinaturas para ser instalada a comissão.

“Os dados obtidos de maneira ilícita violam a privacidade, mas se mostram ainda mais graves por terem relação direta com pessoas responsáveis pela Operação Lava Jato – a maior operação anticorrupção da história do Brasil”, diz outro trecho do pedido de CPI.

Em mensagem publicada na rede social Twitter, nesta terça-feria (11), o deputado Barros declarou:

“Estamos entrando com pedido de CPI para investigar o hackeamento dos celulares e vazamento de informações dos membros da força tarefa da Lava Jato e do então Juiz, hoje Ministro Sérgio Moro.”

“Faremos uma força tarefa para coletar as 171 assinaturas ainda hoje. Hackeamento de autoridades é crime”, acrescentou o parlamentar Jordy.

O site O Antagonista publicou a íntegra do requerimento, que precisa da assinatura de 171 deputados para ser protocolado.

PUBLICIDADE
- PUBLICIDADE -

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -