PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

CPI da Pandemia também mira compra de vacina da China

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Além da Covaxin, CPI quer investigar negociação para compra de vacina chinesa.

PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

Integrantes da CPI da Pandemia querem apurar uma negociação envolvendo a vacina CanSino, da China, e o Ministério da Saúde. 

Além da controvérsia envolvendo a Covaxin, o nome do do líder do governo na Câmara, o deputado Ricardo Barros (PP-PR), membro do Centrão, também está envolvido nessa negociação.

As informações foram divulgadas, neste domingo (27), pelo jornal Folha.

  • A empresa Belcher Farmacêutica, com sede em Maringá, no Paraná, atuou como representante do laboratório CanSino Biologics no Brasil.
  • Ricardo Barros já foi prefeito de Maringá. Um dos sócios da Belcher é filho de um empresário próximo do deputado.
  • Senadores avaliam que é necessário aprofundar essa linha de investigação para saber se houve participação de Barros nessa negociação.
  • Tem essa movimentação para a compra de vacina chinesa com empresa de Maringá com ligações próximas com Barros. Não quero acusá-lo de nada, mas é muita coincidência“, disse neste domingo (27) o senador Otto Alencar (PSD-BA), que é membro do colegiado. 
  • A Belcher Farmacêutica também tem tido o apoio de empresários como Luciano Hang, do Grupo Havan, e Carlos Wizard para viabilizar a venda de imunizantes.
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!
PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

Encontrou um erro?

Para comunicar um erro de português, de informação ou técnico, preencha o formulário abaixo.