- PUBLICIDADE -

Cresce insatisfação mundial com medidas restritivas contra coronavírus

Cresce insatisfação mundial com medidas restritivas contra coronavírus
- PUBLICIDADE -

Brasil, Estados Unidos, França e África do Sul registraram atos contra as medidas restritivas.

A pandemia do novo coronavírus trouxe com ela um conceito pouco conhecido até então para a maior parte da população mundial: o isolamento social.

Apontada por cientistas como o método mais eficaz para conter a proliferação do Covid-19, a quarentena passou a ser adotada em quase todos os países após recomendação da Organização Mundial da Saúde (OMS).

Desde então, várias nações passaram a adotar duras medidas restritivas, paralisando quase toda a economia e forçando uma boa parte da população a permanecer dentro de casa a maior parte do tempo.

Com o passar das semanas, enquanto as restrições permanecem em efeito, estamos observando a insatisfação popular com a quarentena crescendo exponencialmente.

Dia após dia protestos estão sendo registrados mundo afora. 

Aqui no Brasil, vários atos aconteceram nas últimas semanas, principalmente no Estado de São Paulo

O governador João Doria, que adotou duras medidas restritivas no Estado, é um dos principais alvos das críticas dos manifestantes.

Nos Estados Unidos, nos últimos dias, protestos pela reabertura do comércio aconteceram em Ohio, Wisconsin, Michigan, Texas, Maryland, entre outros Estados.

“Alguns governadores foram longe demais. Algumas das coisas que aconteceram talvez não sejam tão apropriadas”, disse o presidente Donald Trump.

Na França, os últimos dias ficaram marcados por confrontos entre as forças de segurança e moradores do subúrbio de Paris

Veículos foram queimados e dispositivos de pirotecnia foram jogados na polícia. As forças de segurança, por sua vez, responderam com balas de borracha e gás lacrimogêneo.

Atos de desordem também eclodiram em partes da África do Sul em meio à escassez crônica de alimentos, resultando da pandemia de coronavírus.

Saqueadores invadiram lojas e entraram em confronto com as forças de segurança locais após violarem uma das mais rígidas políticas de isolamento do mundo.

PUBLICIDADE
- PUBLICIDADE -

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -