Português  English  Español  Italiano  Français  Deutsch
Português  English  Español  Italiano  Français  Deutsch

Crescem pedidos de refúgio de venezuelanos na União Europeia

Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia
Crescem pedidos de refúgio de venezuelanos na União Europeia

O número de requerentes de refúgio da Venezuela aumentou em 121%, para 14.257, nos primeiros quatro meses de 2019.

O número de cidadãos da Venezuela em busca de refúgio na União Europeia voltou a aumentar.

Desde o início de janeiro até o final de abril, um total de 206,5 mil pedidos de refúgio foi registrado pela Agência Europeia de Apoio ao Asilo (Easo, na sigla em inglês).

No mesmo período de 2018, os requerimentos contabilizaram cerca de 179 mil.

Segundo os registros do bloco europeu, o número de requerentes de refúgio de países cujos cidadãos podem entrar no espaço Schengen sem necessidade de visto aumentou. Entre eles estão a Venezuela, Colômbia, Albânia e Geórgia.

O país sul-americano controlado pela ditadura de Nicolás Maduro está em segundo lugar, depois da Síria, entre as nações de origem dos maiores grupos de solicitantes de refúgio. O Afeganistão ocupa a terceira posição.

O número de requerentes de refúgio da Venezuela aumentou em 121%, para 14.257, nos primeiros quatro meses deste ano, em relação ao mesmo período de 2017, informa a agência EBC.

Quatro milhões de venezuelanos já fugiram do regime chavista, segundo informações da agência de refugiados da ONU e a Organização Internacional de Migração (OIM).

Compartilhe

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no telegram
Compartilhar no reddit
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email