Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

Criminoso executado nos EUA por matar um homem e estuprar sua esposa

Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia
Criminoso executado nos EUA por matar um homem e estuprar sua esposa

O estado do Texas, nos Estados Unidos, executou na terça-feira (11) o réu Alvin Braziel, de 43 anos, por assassinar um homem e estuprar sua esposa, em 1993.

Alvin Braziel foi declarado morto às 19h19 (hora local) após receber uma injeção letal na prisão de Huntsville, cidade perto de Houston, de acordo com informações do Departamento de Justiça Criminal do Texas.

Antes de receber a injeção, o criminoso fez uso de seu direito a algumas últimas palavras para se desculpar com a mulher que ele estuprou por “matar seu marido”, segundo informações da agência “EFE“. 

Braziel foi a 13ª e última execução do ano no Texas, e a 24ª em todo o país.

O crime bárbaro

Na noite do dia 21 de setembro de 1993, depois do jantar, os recém-casados Douglas e Lora White saíram para passear por uma trilha que rodeia a universidade Eastfield College, nos arredores de Dallas, no Texas.

Dentre os arbustos, apareceu Braziel, que tinha 18 anos, com um revólver e a intenção de roubá-los, mas as vítimas não estavam com dinheiro.

O criminoso obrigou que eles se ajoelhassem. Em desespero, o casal começou a rezar.

Alvin Braziel perguntou: “Onde está seu Deus agora?”, antes de disparar na cabeça e peito do homem, de acordo aos documentos judiciais. Em seguida, violentou a mulher.

Compartilhe

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no telegram
Compartilhar no reddit
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email

Comentários

A RENOVA Mídia não se responsabiliza pelo conteúdo, opiniões e comentários dos visitantes do site. NÃO publique ofensas, discordar não é ofender. Caso encontre algum material com ofensas, denuncie. Lembre-se que ao comentar em nosso portal você concorda com estes Termos de Uso.

Outras Notícias