- PUBLICIDADE -

Crise na Venezuela eleva tráfico de mulheres na fronteira com Brasil

Crise na Venezuela eleva tráfico de mulheres na fronteira com Brasil
- PUBLICIDADE -

Casos de tráfico sexual envolvendo refugiadas venezuelanas em Roraima aumentaram em 30% desde o começo do ano.

A Polícia Federal em Roraima, responsáveis por crimes transnacionais, deflagrou em anos anteriores várias operações para desarticular esquema de tráfico internacional de mulheres da Venezuela e da Guiana para o Brasil com a finalidade de exploração sexual.

Somente a Polícia Civil já registrou um aumento de mais de 30% neste tipo de caso nos seis primeiros meses deste ano.

Nos últimos três anos foram registrados nove boletins de ocorrência de tráfico de pessoas, a maioria em 2019. Do total, mais de 50% das vítimas eram venezuelanas, informa o jornal Estadão.

O delegado Herbert Amorim explicou que os números são bem maiores, pois o banco de dados está incompleto, sem informação de nacionalidade:

“Esses são apenas os números de casos comprovados. Temos vários registros de suspeitas de tráfico de mulheres, mas sem o filtro da nacionalidade. Estamos trabalhando com as delegacias e junto ao SINESP para melhorar esse cadastro.”

Investigações apontam que refugiadas venezuelanas estariam se prostituindo e recebendo agenciamento, facilitação e/ou sendo alojadas pelos proprietários dos estabelecimentos comerciais, inclusive propiciando lucro aos investigados com a atividade de prostituição.

PUBLICIDADE
- PUBLICIDADE -

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -