Português   English   Español

Cristã que fugiu do Boko Haram dá testemunho na Casa Branca

Cristã que fugiu do Boko Haram dá testemunho na Casa Branca
Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia.

A mulher passou três anos como “esposa” de um dos líderes do grupo terrorista e teve uma filha dele.

A segunda Conferência Ministerial para o Avanço da Liberdade Religiosa aconteceu na semana passada em Washington, nos Estados Unidos.

Em um dos eventos, a nigeriana Esther, 20 anos, contou como conseguiu sobreviver depois de ser sequestrada pelos membros do Boko Haram, um dos grupo terroristas mais violentos do planeta.

“Fui sequestrada pelo Boko Haram por ser cristã e consegui escapar deles”, relatou ela para os presentes, entre eles o presidente dos EUA, Donald Trump.

Segundo a organização Portas Abertas, Esther foi capturada em Gwoza e passou por três cativeiros até que conseguiu fugir de forma ousada.

Esther foi encontrada na floresta pelo exército nigeriano, foi mantida em uma condição de “semi-prisão” até que um médico cristão conseguiu conectá-la com sua família que, pressionados pela comunidade, começaram a rejeitá-la por conta de ter tido uma filha com os terroristas muçulmanos.

A jovem participa dos aconselhamentos pós-trauma realizados pela Portas Abertas, o que a tem ajudado a lidar com sua situação.

“Mesmo que eles zombem da minha filha, eu não sinto mais dor, porque sei que não é isso que meu bebê é”, afirmou a jovem cristã.

Compartilhe...

Share on whatsapp
Share on telegram
Share on pinterest
Share on linkedin
Share on reddit

Deixe seu comentário...

A RENOVA Mídia não se responsabiliza pelo conteúdo, opiniões e comentários dos visitantes do site. NÃO publique ofensas, discordar não é ofender. Caso encontre algum material com ofensas, denuncie. Lembre-se que ao comentar em nosso portal você concorda com estes Termos de Uso.

Veja também...