Português  English  Español  Italiano  Français  Deutsch
Português  English  Español  Italiano  Français  Deutsch

Cristianismo em decadência na Alemanha

Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia
Cristianismo em decadência na Alemanha

Estudo prevê que número de católicos e protestantes cairá pela metade até 2060. Perda de fiéis deve acarretar dificuldades financeiras às duas maiores instituições religiosas da Alemanha.

O número de fiéis das duas maiores instituições religiosas na Alemanha cairá pela metade até 2060, assim como os recursos financeiros das instituições.

As informações estão contidas em um estudo da Universidade de Freiburg publicado nesta quinta-feira (2) pela Conferência dos Bispos Alemães, que representa as dioceses católicas, e pela Igreja Evangélica na Alemanha (EKD), organização mais importante do protestantismo no país.

De acordo com os cálculos, o número de membros diminuirá de 44,8 milhões em 2017 para 34,8 milhões em 2035 (menos 22%) e para 22,7 milhões até 2060 (menos 49%).

A Igreja Católica perderá um pouco menos membros (menos 48%) do que a EKD (menos 51%), que reúne 20 igrejas Luteranas, Reformadas e Protestantes Unidas.

“As igrejas querem usar as conclusões do estudo para se adaptarem às mudanças a longo prazo”, enfatizam o presidente do conselho da EKD, o bispo Heinrich Bedford-Strohm, e o presidente da Conferência dos Bispos da Alemanha, cardeal Reinhard Marx, segundo o UOL.

Compartilhe

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no telegram
Compartilhar no reddit
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email