Cristina Kirchner diz ser vítima de perseguição judicial na Argentina

Idiomas:

Português   English   Español
TARCISO MORAIS
TARCISO MORAIS
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia.

A ex-presidente e senadora Cristina Kirchner prestou depoimento no processo que é conhecido como ‘cadernos das propinas’ ou ‘cadernos da corrupção K’ nesta segunda-feira (13).


Os escândalos de corrupção do Kirchnerismo levaram mais uma vez a ex-presidente e senadora Cristina Kirchner a um tribunal para prestar depoimento em um caso de corrupção.

Envolvida em pelo menos cinco processos, Cristina agora vê sua situação se complicar em uma nova investigação, que vem sendo chamada pela imprensa internacional de “Lava Jato argentina”.

Frente a frente com o juiz federal Claudio Bonadio na manhã desta segunda-feira (13), Cristina se recusou a responder as perguntas do magistrado e disse que é vítima de perseguição judicial desde que Mauricio Macri assumiu a presidência, em dezembro de 2015.

Em um comunicado lido por seu advogado, Carlos Alberto Beraldi, a senadora pediu a nulidade da causa e solicitou que o presidente Macri seja citado como testemunha no processo.

 

Com informações da Gazeta do Povo

Newsletter RENOVA

Receba gratuitamente as principais notícias do Brasil e do Mundo por email.

Curta e compartilhe...

Share on whatsapp
Share on telegram
Share on pinterest
Share on linkedin
Share on reddit
Share on vk

Deixe seu comentário...

Veja também...