Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

Croácia defende política de ampla segurança nas fronteiras

Tarciso Morais

Tarciso Morais

Croácia defende política de ampla segurança nas fronteiras
COMPARTILHE

União Europeia segue com disputas internas sobre como distribuir os migrantes entre os países do bloco.

A Croácia, que entrou na União Europeia em 2013, possui uma fronteira com a Bósnia e a Sérvia, localizada ao sul da chamada “rota dos Balcãs”, por onde passam milhares de migrantes.

O primeiro-ministro croata, Andrej Plenkovic, rejeitou, na última semana, as acusações de supostos abusos cometidos por parte da polícia de fronteira, denunciados por migrantes, ONGs e jornalistas.

Plenkovic disse que essas são “acusações” não comprovadas e, embora tenha reconhecido alguns “incidentes”, considerou que “não são uma política ou uma intenção”. 

Funcionários do governo também rejeitaram as acusações contra alguns dos 6.500 policiais mobilizados na fronteira.

“Não é como se estivéssemos falando de menores. Todos são homens na casa dos vinte ou trinta anos. Eles parecem militares. Existem tantos que não podemos evitar brigas entre eles e a polícia”, disse uma autoridade croata que não quis se identificar, segundo a agência AFP.

De acordo com dados oficiais, todos os meses, a polícia croata intercepta uma média de 1.200 migrantes ilegais.

- PUBLICIDADE -
TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram