Português   English   Español

Cuba acusa Trump de tentar asfixiar a economia do país

A ditadura de Cuba criticou neste sábado (17) a decisão dos Estados Unidos de acrescentar 26 empresas da ilha na lista de companhias que não podem negociar com americanos.

O regime cubano também acusou o governo de Donald Trump de tentar asfixiar economicamente o país.

Na avaliação do diretor para os Estados Unidos do Ministério das Relações Exteriores de Cuba, Carlos Fernández Cossío, a lista é arbitrária, tem como objetivo endurecer ainda mais o bloqueio econômico e também demonizar o governo da ilha com “acusações falsas”.

Na última terça-feira, o Departamento de Estado dos EUA incluiu 26 empresas de Cuba, entre elas 16 hotéis, em uma lista de companhias ligadas às Forças Armadas, proibindo que cidadãos americanos façam qualquer tipo de negociação com elas, conforme noticiou a Renova Mídia.

O anúncio foi o maior golpe ao processo de abertura diplomática bilateral desde as medidas ordenadas por Trump em junho de 2017.

O governo americano justificou as sanções à atuação de Cuba na crise política e econômica da Venezuela.

 

Adaptado da fonte EFE

Deixe seu comentário...

Veja também...

Newsletter Renova!

Preencha o formulário para assinar nossa newsletter.

Nome Email
newsletter