Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

Cuba admite que não poderá pagar todas suas dívidas em 2019

Cuba admite que não poderá pagar todas suas dívidas em 2019
COMPARTILHE

A ditadura de Cuba admitiu nesta sexta-feira (21) que não terá capacidade de cumprir todos os seus compromissos de dívida em 2019.

Cuba colocou a culpa da sua inadimplência aos problemas econômicos internos, mas afirmou que serão estabelecidas prioridades de pagamento.

Em sessão da Assembleia Nacional na qual são discutidos planos para o ano que vem, o ministro da Economia, Alejandro Gil, declarou:

No ano de 2019, vamos usar menos créditos que a dívida que estamos planejando pagar, que não é toda a que temos. Há um nível de dívida que não vamos poder pagar no ano que vem que afeta o desempenho da economia.

E acrescentou:

O nível de endividamento com o qual a economia está operando, a economia é alto e nos gera tensões no dia a dia. estivemos buscando soluções pontuais, mas isso afeta o desempenho harmônico da economia”, comentou.

Gil garantiu que o ditadura estabelecerá “um nível de prioridade” para seus compromissos e explicou que o montante da dívida que Cuba pagará vai ser levemente superior ao montante de novos créditos que vão tomar, “o que significa que não vamos ampliar o nível de endividamento”.

Recentemente, parte da dívida de Cuba com o Brasil entrou em moratória, enquanto outra parcela está atrasada, em financiamentos relacionados à construção do porto de Mariel e à compra de alimentos, conforme noticiou a RENOVA.

PUBLICIDADE

TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

Comentários_

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião da RenovaMídia.

Ao comentar você concorda com nossos termos de uso e política de privacidade.

Assinar
Notificar quando
guest
0 Comentários
Feedbacks em linha
Ver todos os comentários