Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

Cuba confirma prisão de jornalista crítico ao regime comunista

Cuba confirma prisão de jornalista crítico ao regime comunista
COMPARTILHE

A prisão foi efetuada apesar dos apelos do governo dos EUA e da Sociedade Interamericana de Imprensa (SIP) para que o jornalista fosse libertado.

A Justiça de Cuba confirmou, nesta terça-feira (27), a sentença de um ano de prisão para o jornalista Roberto Quiñones, crítico do regime comunista.

Em decisão divulgada nesta terça-feira (27), o tribunal provincial de Guantánamo negou um recurso apresentado pela defesa do jornalista e confirmou a decisão tomada por um juiz de primeira instância.

Quiñones foi condenado a um ano de prisão. A pena que pode ser substituída por “trabalho correcional”, informa a agência EFE.

O jornalista, colaborador do site Cubanet, com sede em Miami, foi preso no dia 22 de abril, quando cobria o julgamento de um casal de religiosos processado por querer educar seus filhos em casa.

Quiñones foi acusado pelo regime comunista de “resistência e desobediência” por apresentar no momento da prisão um “comportamento provocador” e ter se negado a acompanhar os agentes à delegacia.

O profissional cubano, de 61 anos, afirma que os agentes o algemaram e o levaram à delegacia, onde ele teria sido espancado. Os golpes dos policiais provocaram uma lesão no tímpano do jornalista e deixaram vários hematomas espalhados por seu corpo.

PUBLICIDADE

TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

Comentários_

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião da RenovaMídia.

Ao comentar você concorda com nossos termos de uso e política de privacidade.

Assinar
Notificar quando
guest
0 Comentários
Feedbacks em linha
Ver todos os comentários