Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

Cuba deve dar calote de US$ 561 milhões no Brasil

Tarciso Morais

Tarciso Morais

Cuba deve dar calote de US$ 561 milhões no Brasil
COMPARTILHE

“A gente deve tomar um calote de Cuba de US$ 561 milhões”, disse Montezano.

Gustavo Montezano, presidente do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), acompanhou, na última quinta-feira (12), o presidente da República, Jair Bolsonaro, em transmissão ao vivo nas redes sociais.

Durante a live, Montezano anunciou previsão de calote do regime comunista de Cuba relacionado às obras do Porto de Mariel. 

“A gente deve tomar um calote de Cuba de US$ 561 milhões”, disse Montezano.

Questionado por Bolsonaro, ele esclareceu que o banco estatal do Brasil emprestou US$ 656 milhões.

Em entrevista publicada na última segunda-feira (9), o empresário Marcelo Odebrecht afirmou “que, apesar da lógica econômica por trás”, a obra do Porto de Mariel “teve uma motivação ideológica e geopolítica”.

“Em Cuba houve um interesse do Brasil de ajudar a desenvolver alguns projetos. E aí Lula pediu para que a Odebrecht fizesse um projeto em Cuba”, disse o executivo, como noticiou a RENOVA.

- PUBLICIDADE -
TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram