Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
- PUBLICIDADE -

Cuba diz que ‘apoio a Maduro é inegociável’

Tarciso Morais

Tarciso Morais

Cuba diz que 'apoio a Maduro é inegociável'
Nicolas Maduro e Miguel Díaz-Canel
COMPARTILHE

Em meio ao endurecimento das sanções norte-americanas, Cuba disse que a “solidariedade” com Maduro “não é negociável”.

A ditadura de Cuba criticou, nesta quinta-feira (6), as novas sanções impostas pelos Estados Unidos sobre as viagens à ilha.

O regime também afirmou que a aliança com o ditador da Venezuela, Nicolás Maduro, criticada duramente pelo governo Donald Trump, é inegociável.

Em uma declaração publicada na imprensa local, o regime cubano afirmou:

“A solidariedade de Cuba com o Presidente Constitucional Nicolás Maduro Moros, com a Revolução bolivariana e chavista e com a união cívico-militar de seu povo, não é negociável.”

A Casa Branca anunciou, na última terça-feira (4), a proibição de viagens dos chamados grupos culturais e cruzeiros a Cuba, as formas mais utilizadas pelos americanos para visitar a ilha caribenha.

As restrições, que segundo os EUA servem para punir Cuba por seu apoio a Maduro, representam um forte golpe à economia da ilha, fortemente baseada no turismo.

Washington alega que Havana apoia militarmente Maduro no governo e exige a retirada dos militares cubanos, que a ilha afirma que não existem, apesar das evidências e de uma ampla gama de denúncias.

- PUBLICIDADE -
Error: Embedded data could not be displayed.
TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no telegram
Compartilhar no reddit
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
VEJA TAMBÉM
Error: Embedded data could not be displayed.