Português   English   Español

Cuba e Bolívia condenam tentativa de ‘golpe militar’ na Venezuela

Cuba e Bolívia condenam tentativa de 'golpe militar' na Venezuela
Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia.

Os regimes esquerdistas de Cuba e Bolívia saíram em defesa do ditador venezuelano.


O ditador de Cuba, Miguel Díaz-Canel, rejeitou nesta terça-feira (30) o “movimento golpista que pretende encher de violência” a Venezuela.

A declaração foi feita após o presidente interino, Juan Guaidó, anunciar uma insurreição militar marcando o início do fim “da usurpação” do poder por parte de Nicolás Maduro.

“Rejeitamos este movimento golpista que pretende encher de violência o país. Os traidores que se colocaram à frente deste movimento subversivo, utilizaram tropas e policiais com armas de guerra em uma via pública da cidade para criar rebuliço e terror”, escreveu o ditador cubano no Twitter.

O presidente da Bolívia, Evo Morales, por sua vez, condenou, nesta terça-feira (30), o que classificou como uma “tentativa de golpe de Estado” contra Maduro.

Também por meio de sua conta pessoal no Twitter, o mandatário da Bolívia acusou o governo dos Estados Unidos de estar por trás da instabilidade política no país governado por Maduro.

Curta e compartilhe...

Share on whatsapp
Share on telegram
Share on pinterest
Share on linkedin
Share on reddit
Share on vk

Deixe seu comentário...

A RENOVA Mídia não se responsabiliza pelo conteúdo, opiniões e comentários dos visitantes do site. NÃO publique ofensas, discordar não é ofender. Caso encontre algum material com ofensas, denuncie. Lembre-se que ao comentar em nosso portal você concorda com estes Termos de Uso.

Veja também...